O Lado Bom da Vida (Silver Linings Playbook)

oladobomdavida

Você é uma pessoa otimista? Dizem que nosso cérebro tem a tendência de nos fazer seres otimista.
E não sou eu que estou dizendo isso, rolou uma pesquisa na University College London do Reino Unido e  a dona da pesquisa, a neurocientista Tali Sharot fala que: “Não é que não pensemos em coisas ruins para o futuro, mas sim que nossos neurônios são eficientes ao armazenar as expectativas boas, mas falham ao incorporar informações ligadas às expectativas ruins” .
Isso meio que resume bem por cima o personagem principal do O Lado Bom Da Vida. Pat era casado, professor de história e uma pessoa negativa. Era assim que ele se resumia antes de um incidente que o levou a uma internação num hospital psiquiátrico. Meses lá dentro, Pat que antes era uma pessoa negativa, começou a entender que precisava enxergar o lado bom da vida e virou uma pessoa otimista. Pat passa a acreditar no final feliz e odeia a clínica justamente por achar que lá dentro todos são negativos e não conseguem visualizar um futuro mais feliz. Para ficar com a cabeça no lugar Pat cria algumas metas e acredita que elas vão ser a passagem de volta para o seu casamento. As metas são para transformá-lo num cara mais magro, intelectual e calmo.
Bradley Cooper que faz Pat, consegue passar na tela o esforço do cara para entrar novamente nos trilhos e isso faz com que você fique na torcida para que ele consiga seu final feliz.
A volta para casa do cara que poderia ser algo reconfortante se transforma em um desafio. Pat é desafiado a se entender com o passado, a convivência com os familiares e a fatores externos que possam fazê-lo explodir novamente.
Nesse retorno Pat conhece Tiffany (Jennifer Lawrence), cunhada do seu amigo que ficou viúva muito cedo. Enquanto Pat tenta não enfrentar alguns sentimentos, Tiffany é completamente o seu oposto. Uma pessoa explosiva e sincera que entende seus sentimentos e os enfrenta. Para Pat eles não tem nada em comum, a não ser que os dois passaram por um tipo de perda muito significativa na vida. Mas para nós, que estamos do outro lado da cerca, sabemos que os dois se completam. E com isso, você passa a  torcer para um final feliz para ambos.
O filme é sobre recomeços. Mas é mais do que isso, ele mostra que o caminho para voltar a superfície depois de cair não é tão simples, como sabemos. Mas o que importa mesmo é que você com um pouco de sorte, vai conseguir vez ou outra, enxergar o lado bom da vida. E se você tiver alguém ao seu lado para te ajudar nisso, o final feliz fica mais próximo de você.

A pesquisa sobre otimismo você encontra aqui:
http://www.istoe.com.br/reportagens/188363_A+CIENCIA+DO+OTIMISMO

O filme é baseado no livro do Matthew Quick, que leva o mesmo nome do filme. Isso não quer dizer que o filme é aquela fidelidade em pessoa ao livro. Algumas mudanças (muitas) foram feitas, mas isso não perde o encanto de nenhum dos dois. Eu consigo amar os dois de formas diferentes. Enquanto o filme me passa uma sensação de leveza, o livro é mais pesado. Tanto que chego ao final do filme mais tranquila, já o final do livro me fez chorar. Recomendo os dois!

Trailer Legendado:

Música que toca num momento de explosão do Pat:
(o tipo de música que me faz questionar sobre meu conhecimento em relação ao Led Zeppelin)

Música linda da trilha sonora do Trailer:

Anúncios

sou toda ouvidos!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s