E aí… comeu?

Eu sou aquela pessoa que defende o cinema nacional. Mas tem alguns filmes brasileiros que na hora de defender sua honra, eu sou obrigada a ficar em silêncio.
E aí… Comeu? é um desses filmes. Claro que não pode esperar muito de um filme com esse título, mas não imaginava que seria teletransportada para a década de 70 do cinema nacional.
E é nesse estilo que o filme segue. Claro que tem piadinhas que funcionam, mas as que não funcionam ficam ecoando na sua mente e meio que apaga o brilho das piadas que deveriam funcionar.
Lá pra metade do filme eu meio que entendi que se tratava de um filme de homem feito para homem. Aí  eu desliguei meu lado menininha e tentei acompanhar a história pelo ponto de vista masculino e aí o filme começou a fazer um pouco de sentido.
A história é de três amigos Fernando, Honório e Fonsinho. Que sentam na mesa do boteco para falar sobre: sexo e mulheres. E o filme é só isso. E se você amiga, pensa com seu lado meio macho man, você vai entender as sacadas do filme.
E os clichês começam a pipocar na mesma velocidade que o cinemark faz pipoca.
Fernando é o cara que tomou um bota da esposa e agora tenta se reerguer na vida amorosa. Até aí ok, podia até ser uma história legal. Mas entra na jogada, o fetiche da vizinha de 17 anos, gostosinha e cheia de amor pra dá. E que usa todas as suas forças pra alegrar o dia do Fernando.
Honório é o marido que acha que a mulher está pulando a cerca. E a mulher é uma versão que todo homem sonha ter ao seu lado. A versão brother, que fuma, bebe e joga um pôquer como ninguém.
E Fonsinho, o playboy que vive da fortuna do pai, resolve fazer de uma garota de programa a sua mulher. Podia ser um conto de fadas, mas ficou com cara de submissão.
Claro que tem o lance do amadurecimento dos personagens e tal. Mas as coisas são tão superficiais que só se você estiver prestando MESMO atenção, vai se ligar. O que é meio impossível.
Sexo vende, eu sei, você sabe, até a Xuxa sabe. O problema é que é preciso ter um certo equilíbrio. E aí… comeu? não consegue nem chegar perto dessa palavra.

E com isso o único personagem que vale o ingresso é Seu Jorge.

Engraçado é que eu fiquei tão decepcionada com o filme que a única coisa que eu pensava era em outros filmes brazucas excelentes e que me fizeram suspirar pra tela. Filmes como: Estômago, Lisbela e o Prisioneiro e O Homem que Copiava. Filmes que se você se não assistiu, deveria.

Anúncios

Um comentário sobre “E aí… comeu?

sou toda ouvidos!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s