Parenthood

Eu peguei uma sequência de filmes muito sérios no final do ano. Ai que eu decidi que eu precisava de uma série leve pra compensar.
Tinha abandonado Bored to Death na segunda temporada. Precisava começar a terceira, mas não lembrava muito bem da segunda. Ai peguei pra rever o último episódio pra lembrar e tal da segunda temporada, mas não era aquele tipo de série que eu queria. Eu amo Jason, mas no momento eu queria outra coisa.
Bom eu tinha assistido o filme Minha Mãe Quer Que Eu Case e com isso lembrei que Lauren Graham era legal. E queria assistir a moça outra vez na telinha. Mas eu não suporto muito Gilmore Girls. Quer dizer até suporto uns 3 episódios e só.
Ai que eu já tinha pegado alguns pedaços de Parenthood na TV. Sabe quando você está mudando freneticamente de canal e ai para um pouquinho, mas como eu odeio spoiler de série eu nunca assistia mais que 5 min do episódio.
E puxei alguns episódios da primeira temporada de Parenthood e quando fui ver eu já estava puxando a temporada inteira, assistindo episódios um atrás do outro e com isso me apaixonando cada vez mais por todos os Braverman.

Parenthood é uma série baseada no filme de mesmo nome, lançado em 1989, protagonizado por Steve Martin e Dianne Wiest. A série conta a história dos Braverman, uma família que, como qualquer outra, enfrenta diversos problemas, mas sempre pode contar com o apoio de cada membro para superar os desafios.   Sarah é uma mãe solteira com dois filhos adolescentes que decide voltar para sua cidade natal e ficar mais próxima de sua grande família. De volta a seu verdadeiro lar, Sara é recebida por seus pais, Zeek e Camille, que, por sua vez, estão enfrentando seus próprios problemas matrimoniais.   Sara ainda tem uma irmã mais nova, uma mulher batalhadora que luta para mainter seu emprego como advogada, suas atividades como mãe e o apoio ao marido, que trabalha em casa, cuidando da filha. O caçula da família é Crosby, um jovem que precisa enfrentar seus medos de compromissos amorosos, quando uma antiga paixão reentra em sua vida.   A família também conta com o irmão mais velho, Adam que, agora mais do que nunca, precisa se unir aos filhos e esposa, pois acaba de descobrir que seu filho mais novo Max tem Síndrome de Asperger.   Apesar das dificuldades que cada núcleo da família precisa enfrentar, a reunião de todos é o que os ajuda a superar os desafios, enquanto criam seus filhos e recomeçam suas vidas.

Tá se você leu isso aí e não se interessou, dê uma chance! A série é realmente muito boa. E tem uma trilha sonora absurdamente linda.
Sou apaixonada por todos, mas no meu top estão: Amber, Sarah, Crosby, Jabbar e Mamãe Braverman.

Não te convenci ainda é?! Dê uma olhada na abertura da série:

 

O que você estão fazendo por aqui ainda? Vão assistir Parenthood!!!
#ferris bueller day off

Anúncios

Um comentário sobre “Parenthood

  1. Parece bem legal, G., mas eu não posso me envolver com séries no momento…devido à quantidade de filmes, minisséries e até séries antigas que eu comprei e ainda não vi. Você acredita que ainda não assisti as temporadas 8, 9 e 10 de Friends. Estão aqui há séculos. E minhas férias, né….The End! Que situação!

    Beijão!

sou toda ouvidos!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s